Compartilhe

40% das mulheres entre 14-25 anos raramente usam preservativo

Os dados são do último Levantamento Nacional de Álcool e Drogas (Lenad)


Dados divulgados do Levantamento Nacional de Álcool e Drogas (Lenad) apontam que quase 40% das jovens entre 14 e 25 nunca ou quase nunca usam preservativo. Ainda, quase metade das mulheres teve sua primeira relação sexual entre os 15 e 17 anos. 


A negligência nesse primeiro momento da vida sexual acontece devido a alguns fatores: o desconforto de usar um preservativo do tamanho errado, o medo de diminuir o prazer ou interferir na ereção, e a dificuldade em conciliar o momento do sexo e ter o preservativo em mãos.

 

O fato é que a maior parte das garotas não está atenta às DSTs. O uso das pílulas anticoncepcionais, em especial a pílula do dia seguinte, em oposição a 98% das mulheres reconhecerem o uso do preservativo como o método mais seguro, comprova que o maior medo é o da gravidez. A confiança no parceiro fixo também é um dos motivos que leva a não proteção durante o sexo. 

 

"Além da desculpa do 'incômodo', algumas meninas ainda se sentem julgadas ao ter um preservativo na bolsa - o que não deveria mais acontecer. Por isso, sempre buscamos ações que incentivem o cuidado, o uso do preservativo, mostrando que ele pode sim ser um instrumento de prazer na relação", explica Alfredo Maluf, Diretor da Preserv. "Por exemplo, só a Preserv oferece diferentes produtos entre menores espessuras e maiores larguras. O Preserv Sensitivity pode ser um ótimo aliado, já que tem a menor espessura do mercado. Já o Preserv Alta Proteção possui um agente espermicida que inibe a ação dos espermatozoides, sendo mais eficaz contra gravidez. E para quem está iniciando a vida sexual, temos o Preserv Teen, com o menor diâmetro do mercado."


Outro modelo em destaque na marca é o Preserv Extra Premium, que é feito de poliuretano, sendo indicado especificamente para quem tem alergia ao látex, possui 58 mm de largura nominal e é lubrificado a base de água.

Por Fouad Matuck