Compartilhe

Cônjuge e sócio

Consultor empresarial sugere como blindar o casamento e o negócio do casal.


Negócio de casal

Se o relacionamento entre marido e mulher já exige dedicação e paciência, além, claro, de amor e companheirismo, o que dirá de casais que também são sócios de uma empresa? Como fazer com que eventuais problemas no trabalho não atrapalhem o casamento? E como não levar discussões conjugais para os negócios?

 

O consultor empresarial José Carlos Ignácio, diretor da JCI Acquisition, explica que é preciso blindar as duas situações em termos de local e horário, inclusive para discussão de problemas e tomada de decisões. "Tudo que envolve a empresa deve ser tratado dentro dela. E assuntos familiares devem ser tratados em casa, ou a caminho da mesma, preservando radicalmente a convivência familiar", afirma o especialista.

 

Ignácio diz ainda que é importante assumir o papel e a postura adequada em cada situação, bem como a dinâmica pré-estabelecida de convivência. "O dia a dia da empresa exige energia, racionalismo e agilidade, o que é completamente diferente da situação doméstica, onde a afetividade e dinâmica familiar predominam. Em resumo: o boné de diretor financeiro, por exemplo, cabe bem na empresa, não substituindo em casa o boné de marido ou pai."

 

Outro ponto ressaltado pelo consultor empresarial é a preservação do diálogo permanente, baseado em confiança e duplicidade, em ambos os ambientes: "A discussão honesta de divergências cabe em ambas situações, sendo que o que muda são os assuntos, a relação de poder e a dinâmica de tomada de decisões. Consequentemente, é essencial evitar empurrar as discórdias para debaixo do tapete, pois as mesmas se transformarão em bombas de efeito retardado, deteriorando a relação".

 

O diretor da JCI Acquisition explica também que é preciso avaliar se há harmonia entre o casal e, em hipótese nenhuma, encarar o negócio como a salvação de um casamento que não vai bem. "Um bom relacionamento pessoal pode gerar uma boa sociedade, mas uma sociedade não corrigirá um relacionamento ruim", conclui.

Por