Compartilhe

Ela transforma o mundo das mulheres empreendedoras

Ana Fontes inspira mulheres com um novo estilo de empreender.


 

Quantas vezes nos deparamos com histórias inspiradoras e constatamos: essa história poderia ser minha! A história de Ana Fontes é uma dessas. Tanto é que seu nome poderia ser Maria, Joana, Clara ou tantos outros nomes que poderiam ter - e tem - a mesma história dela. E é assim que ela gosta de ser. Ela não liga para títulos, honrarias, glamour, gosta mesmo é de saber, conhecer, aprender e passar o que sabe. E é essa vontade que constrói a cada dia sua história empreendedora. Ana Fontes é brasileira, nordestina nascida em Igreja Nova (AL), de pais semianalfabetos e sete irmãos, que como tantas outras famílias nordestinas buscaram em São Paulo uma tentativa de um futuro melhor.

Conheceu o mundo real sem muitas firulas, começou a trabalhar cedo para ajudar nas despesas da casa e sempre batalhou por seus estudos. Foi à universidade e com espirito empreendedor batalhou cada centavo para se manter lá, vendendo doces nas aulas vagas. Com um passo de cada vez foi construindo sua história, casou-se, teve filhas, e chegou a pensar que tinha alcançado tudo que queria em sua carreira profissional quando foi responsável pelo atendimento ao cliente - CRM de uma das maiores montadoras de automóveis do mundo.

Mas algo lhe dizia que ali não era o seu lugar, tinha muito mais a ser feito - existia vida lá fora! Suas filhas estavam crescendo, seus projetos e sonhos ficaram grandiosos demais para estagnar num só lugar, e para espanto de familiares e colegas de trabalho, decidiu mudar seu rumo. E assim, encheu-se de coragem e abraçou grandes desafios. Desde então, ela não para. Com seu espirito inquieto por conhecimento foi buscar saber mais sobre empreendedorismo e passou a ser uma das primeiras alunas do Programa 10.000 Mulheres na FGV, e ao mesmo tempo, investiu em alguns negócios, entre eles um espaço de coworking na zona sul de São Paulo, que tem até hoje.

E inserida nesse universo empreendedor, e como tudo que ela faz - não dá para ser superficialmente - "comprou a briga" das mulheres empreendedoras, o que se tornou sua paixão, sua causa!

 

Hoje ela é presidente da Rede Mulher Empreendedora, a maior plataforma digital de mulheres empreendedoras do Brasil e América Latina, sem nenhum tipo de ganho monetário por isso. Criou com o mesmo intuito e de forma 100% colaborativa, a Virada Empreendedora, um evento anual que já está na sua quinta edição, e ajuda a milhares de empreendedores a descobrirem seus dons e a montar seus negócios. Leva conhecimento, ações e exemplos para essas pessoas, - mulheres ou homens -que queiram partir para a mesma jornada que ela está há 5 anos.  

Sempre atenta a tudo, participa ativamente de programas relacionados ao tema, é convidada a dar consultorias e indicações de mulheres empreendedoras pelo Brasil a fora, dá aulas em universidades e palestras sobre o assunto e ainda circula e tem voz nos principais níveis da sociedade formadora de opinião do Brasil. Isto é, virou referência qua ndo o assunto é Mulher empreendedora no Brasil.

Seu sonho é produzir ações efetivas sempre colocando em debate o que pode ser feito para que mulheres de todos os níveis sociais possam aproveitar, entender e mudar suas vidas para melhor. Serem independentes financeiramente, socialmente e principalmente emocionalmente. Só se constrói um mundo se acreditamos nele, e isso ela vem fazendo desde que nasceu! 

Da Redação