Compartilhe

Empresária dá dicas para dentistas empreendedores

Patrícia Mazzarioli, sócia fundadora da Odontomazza, conta como conquistou sua própria rede de clínicas odontológicas


 

Patricia Mazzarioli sabe que empreender requer planejamento e organização, mas acima de tudo muita garra e determinação, e isso sempre foram presentes na vida dessa empreendedora. Sem estes elementos, nem mesmo a melhor das ideias ou o investimento mais atraente serão capazes de progredir.

Após passar por anos de estudos e especializações, profissionais das mais variadas áreas são colocados diante de um universo novo e até então desconhecido: o mercado de trabalho. Há quem aposte numa carreira promissora e independente, na qual é possível conciliar retorno financeiro e prazer no exercício da profissão.

A dentista Patrícia Mazzarioli e sua rede de clínicas, "Odontomazza", retratam bem esta realidade. Fundada em 2003 pela dentista e especialista em Ortodontia, Patrícia Mazzarioli, a empresa foi baseada em planejamentos independentes e livres de financiamentos bancários. São aproximadamente 700 planos ativos e quatro consultórios na cidade de São Paulo.

Patrícia alavancou os serviços prestados, captou novos clientes, especializou-se fora do país e expandiu seu negócio. Ainda neste mês inaugurará sua quinta unidade, no bairro da Vila Prudente, capital paulista. Com o objetivo de ajudar dentistas empreendedores que pretendem montar seu próprio consultório, Mazzarioli compartilha algumas dicas que podem ser bem úteis no momento de dar os primeiros passos.

Evite empréstimos logo de início

"Desde o inicio sempre investi o salário adquirido enquanto trabalhava em outros consultórios. Comprei uma máquina de cada vez.  Demorei em torno de 1 ano para conseguir inaugurar a primeira clínica. Quando realizei a abertura, saí dos outros consultórios conforme minha agenda ia aumentando. Não pedi empréstimo porque não queria entrar em dívida com juros altos e sem um holerite fixo.  Minha prioridade era realmente montar minha clinica, tive foco, uma meta e precisava me sacrificar para atingi-los."

Evitar desperdícios

"Priorize sempre a qualidade, investindo em materiais para o paciente ter um bom atendimento. Não adianta brincar de estragar matéria prima porque tudo que se usa em odontologia é caro.  Então, é preciso economizar nas outras áreas que envolvem o consultório como, por exemplo, telefone - pois as contas vêm altíssimas devido a ligar para confirmar consulta - , energia elétrica, usar água com responsabilidade etc. Na Odontomazza levamos a sério a  saúde então não tem como comprar matéria prima barata.  Sendo assim, optamos por conter gastos em outros produtos como os citados acima."  

Planejamento

"É importante se preparar para os desafios futuros que englobam desde gastos com infraestrutura até investimento em funcionários e especializações. Antecipar-se diante dos problemas é fundamental. Todos os passos que dou penso muito antes e evito entrar com emoção. Penso: 'se isso não der certo quanto vou perder? Vai me prejudicar? Vai comprometer a clínica?'."

Locação de consultório

Se você não possui um espaço próprio que possa se tornar uma clínica - atendendo a todas as requisições da vigilância sanitária - opte por um imóvel que esteja inserido na região e público algo com os quais pretende trabalhar.  É claro que entrar com imóvel próprio seria o ideal para não ter dívida de aluguel. Porém, se for alugar, leve em consideração pontos como concorrência local, fluxo de pessoas passando a pé na rua, fluxo de carros, transporte público, entre outros. Eu vivi as duas experiências e posso garantir que o segredo do sucesso está no foco, bom atendimento, boa administração e estar sempre presente no seu comércio, pois o boi engorda na mão do dono.

 

Da Redação