Compartilhe

Hormônios e dores de cabeça

Neurologista explica relação entre mudanças hormonais e dores de cabeça e como tratar.


Hormônios e dores de cabeça

As dores de cabeça muitas vezes são provocadas por flutuações dos hormônios - e, devido ao período menstrual, onde isso mais ocorre, as mulheres são o principal alvo. E como tratar nestes casos quando a dor de cabeça é relacionada aos hormônios?

 

O neurologista Dr. André Felicio explica: "As mulheres, diferentemente dos homens, têm um ciclo hormonal muito particular que envolve, desde a primeira menstruação até o período da menopausa, uma flutuação mensal dos hormônios. E é justamente esta flutuação dos hormônios que faz com que a mulher suscetível (com predisposição para ter dor de cabeça), desenvolva mais crises que os homens".

 

Com isso, muitas mulheres confundem tais dores mensais com crises de enxaqueca. "Essa dor é conhecida como enxaqueca menstrual. Normalmente, quando o neurologista está diante de uma situação destas, uma das maneiras de lidar com o problema é através de tratamento preventivo, com medicações que evitam que a mulher tenha dores de cabeça", afirma o Dr. André.

 

No entanto, o médico diz que "muitas vezes só isso não é suficiente, e a ajuda de um ginecologista pode ser fundamental, uma vez que uma das estratégias seria interromper o ciclo menstrual" e, portanto, as flutuações dos hormônios.

 

O Dr. André comenta uma curiosidade: "Cerca de 2/3 das mulheres que sofrem de enxaqueca, não sentem dor de cabeça durante a gestação, em particular, no segundo e terceiro trimestre. Este é o momento em que os hormônios, em geral, dão uma trégua, e a prolactina, hormônio que se eleva bastante neste período, acaba sendo um fator protetor contra as enxaquecas".

Por