Compartilhe

Pesquisa inédita revela o perfil da mulher empreendedora

Dados exclusivos revelam perfil, desafios e perspectivas sob o olhar feminino nos negócios


A principal atividade das empreendedoras está na área de serviços

 

Foi apresentado no 3º Fórum Empreendedoras 2014 organizado pela Rede Mulher Empreendedora, na última quarta-feira (3 de dezembro) em São Paulo, uma pesquisa sobre o perfil das mulheres empreendedoras brasileiras. A pesquisa foi quantitativa e mapeou desde os dados básicos do perfil das empreendedoras até suas expectativas para os negócios. Com essa amostra direcionada de 469 mulheres de um universo de 185 mil participantes, a Rede Mulher Empreendedora revela informações nunca antes captadas no Brasil.

“A mulher empreendedora brasileira ainda é a que menos se utiliza do Networking no mundo para fazer negócios,” segundo disse Ana Lucia Fontes, diretora da  RME,  durante a apresentação da pesquisa no Fórum Empreendedoras. "Mas esse comportamento está mudando, e essa pesquisa é a comprovação disso” afirma Ana. Confira os resutlados da pesquisa: 

Perfil da Empreendedora:

Sexo/cor: A predominância feminina ainda é absoluta no universo da RME. E 73% são brancas.

Idade:  73% das mulheres que responderam a pesquisa tem de 31 e 50 anos. A média é de 40 anos, com mínima de 18 anos e máxima acima de 60 anos, segundo apurada na pesquisa.

Filhos: 60% das empreendedoras têm filhos.

Estado civil: 58% casadas, 27 % solteiras, 10% divorciadas e as outras 5 % se dividem entre viúvas e outras.

Formação Acadêmica: 58% no máximo tem até graduação completa, sendo que 7% possuem mestrado e doutorado.

Atitude empreendedora:  51% das mulheres não estudaram para empreender.

Àrea que mais atuam: a principal atividade das empreendedoras está na área de serviços, com 62,7% do total; 26,9% está no Comércio, Indústria 4,9% e negócios sociais 3,2% e terceiro setor ficaram com 1,2%.

Perfil do Negócio

Nessa pesquisa ficou comprovado que 82,5 % das mulheres empreendedoras têm negócio próprio e que a sua motivação está ligada ao conhecimento próprio do segmento.

Motivação para o Negócio: 28% decidiram entrar nesse negócio porque já trabalhavam nele em uma empresa como funcionária, gostava e resolveu abrir seu próprio negócio, enquanto 20% estudaram o negócio observaram oportunidade de mercado.

Lugar que preferem trabalhar: 46% afirma trabalhar em estilo “home office”, 32% tem escritório próprio.

Dificuldades: Quando perguntada sobre as principais dificuldades, o quadro se divide em múltiplas respostas:

A maioria, 48% tem dificuldade na divulgação e marketing;
37% no planejamento financeiro;
27% diz que sabe produzir mas não consegue vender;
25% tem dificuldade de encontrar mão de obra;
21% tem dificuldade de acesso a crédito;
15% não tenho local para vender meus produtos.

Estágio do Negócio:

Perguntadas sobre que fase elas consideravam estar o seu negócio, elas são otimistas e estão focadas em crescer:

31% minha empresa vai bem e estou focada em crescer
28% minha empresa está começando
16% minha empresa está com problemas e precisa de solução
13% estou buscando ideias de negócio

Perguntadas sobre como pretendiam melhorar a própria empresa, elas responderam:

57% através de eventos para empreendedores
53% realizando cursos nas áreas de melhorias
37% realizando cursos de empreendedorismo
14% contratando especialistas para o quadro da empresa
11% contratando uma consultoria

A Rede Mulher Empreendedora realizou essa pesquisa pelo segundo ano consecutivo. Fundada em 2010, hoje já conta com mais de 185 mil empreendedores cadastrados e é atualizada diariamente com informações, conteúdos, dicas e notícias sobre empreendedorismo. Uma plataforma de serviços que tem como objetivo unir e apoiar as mulheres empreendedoras de todo país no desenvolvimento do seu negócio. Por meio de cadastros gratuitos, as empreendedoras publicam um perfil do seu negócio, acessam dicas e notícias importantes e ainda participam de fóruns de discussões.

Rede Mulher Empreendedora